Leitura Recomendada – O Maior Espetáculo da Terra

A leitura recomendada de hoje é sobre um livro que trata a respeito de biologia evolutiva: O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA – As evidências da evolução.

O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA

O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA

Escrito pelo Dr. Richard Dawkins, um velho conhecido de ateus e agnósticos, o livro se propõe a apresentar a leitores leigos as evidências que fundamentam a Teoria da Evolução, proposta por Charles Darwin no ano de 1859 em seu livro A Origem das Espécies.

Dawkins é professor de zoologia na Universidade de Oxford, Inglaterra, e tornou-se mundialmente conhecido (e odiado por religiosos) após seu livro Deus, um delírio tornar-se um best-seller. Naquela obra, o biólogo questionava a ideia da existência de divindades, apresentando argumentos lógicos que contradiziam praticamente todas as crenças religiosas.

Não por acaso, após ser catapultado ao estrelato com seu livro, Dawkins, junto aos seus colegas escritores Daniel Dennett, Sam Harris e Christopher Hitchens, outros mordazes críticos da religião e da fé, passaram a ser considerados pela mídia conservadora estadunidense como os “quatro cavaleiros do Apocalipse”, alcunha cuja atribuição não parece ter incomodado a nenhum deles.

Se por um lado essa fama fez Dawkins tornar-se uma celebridade entre os céticos e descrentes mundo afora, ela também teve o efeito colateral de afastar religiosos moderados ou curiosos que ocasionalmente buscassem mais informações ou opiniões a respeito de suas crenças. Muitas pessoas que poderiam se aproveitar de algumas conclusões por ele apresentadas, deixam de ler suas obras por julgarem que o fervor de suas críticas à religião o torna de alguma maneira um fanático parecido com os religiosos que condena – o que, contraditoriamente, só poderia ser afirmado depois de se ter explorado suas obras.

O que é uma pena, pois essa repulsa automática a qualquer posicionamento anti-religioso faz com que essas pessoas acabem deixando de aproveitar também o que Dawkins oferece de melhor: o ensino apaixonado a respeito daquilo que é sua especialidade, a biologia evolutiva.

Em “O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA”, o autor praticamente não menciona nada a respeito de crenças religiosas ou entidades divinas. Ele reserva apenas uma parte do primeiro capítulo para tratar desse tópico, e, mesmo assim, somente para demonstrar como o lobby religioso promovido por algumas entidades pode atrapalhar o ensino da ciência biológica, pressionando o governo e as organizações de ensino a tratarem a evolução somente como uma hipótese entre outras possíveis e advogando que ela deveria ser ensinada junto a outras supostas teorias controvertidas, mais notadamente o criacionismo. A essas pessoas ele zombeteiramente dá a alcunha de “negadores da história”.

Dawkins confirma as consequências que esse tipo de influência pode causar, e a necessidade de um livro como esse, apresentando uma pesquisa feita pelo instituto Gallup onde se demonstrou que mais de 40% da população dos EUA não acredita que o ser humano tenha evoluído de outras espécies de animais e acha que surgimos na Terra há menos de 10 mil anos. Um dado realmente alarmante em um país que é supostamente o mais tecnologicamente avançado do mundo. Mas, à exceção dessa breve menção, nem de longe essa obra poderia ser descrita especificamente como um ataque à religião ou à fé, como “Deus, um delírio” notável e propositalmente o foi.

Depois de discutir rapidamente a respeito dos “negadores da história”, ele faz ainda uma necessária digressão para explicar a diferença entre o termo “teoria” quando aplicado a casos como a Teoria da Evolução e ao ser utilizado corriqueiramente.

Apesar de este ser o oitavo livro escrito pelo biólogo tendo como tema a teoria evolutiva, em nenhuma das obras anteriores o objetivo era essencialmente apresentar as evidências que levaram os cientistas a afirmarem com enorme convicção o fato de a evolução ser a única explicação plausível para a variedade de espécies existentes no planeta, e sim focando em um ou outro ponto específico da teoria.

A partir do capítulo seguinte, então, ele passa a apresentar ao leitor todos os dados concernentes à evolução já catalogados e avaliados por cientistas de diversas áreas, desde a proposição da teoria na segunda metade do século XIX até os dias atuais.

Embora o autor eventualmente se utilize de diversos termos técnicos que seriam inescrutáveis a um leitor leigo, como “reservatório gênico”, “decaimento radioativo” e “nervo laríngeo recorrente”, sua forma de escrever, com uma prosa envolvente, aliada aos exemplos esclarecedores apresentados, tornam muito mais fácil para um leitor eventual entender as pesquisas e as linhas de raciocínio utilizadas para  se chegar às conclusões apresentadas. Dawkins chega até a se utilizar de uma seção no meio do livro com 32 páginas em cores para ilustrar algumas situações discutidas no texto principal com belas imagens da natureza.

O livro conta com belas páginas a cores em seu núcleo.

Ao final da leitura, depois de devidamente instruídos a respeito de tópicos como seleção natural, micro e macroevolução e evolução convergente, qualquer leitor deverá ter melhor compreensão de como a evolução realmente funciona e deixado de lado dúvidas recorrentes nesse campo como, “se o homem evoluiu do macaco, por que ainda existem macacos?”.

Segundo uma afirmação do autor na contracapa, o objetivo do livro era fazer com que nenhum leitor imparcial o feche ainda com alguma dúvida de que a evolução seja um fato. E esse objetivo parece ter sido plenamente alcançado. E, dessa vez, sem dar muita importância para o que a religião acha do assunto.

I.S.B.N.: 978-8-5359157-2-3

Título original: THE GREATEST SHOW ON EARTH

Autor: Richard Dawkins

Editora: Companhia das Letras – 27/11/2009

Origem: EUA

N° de páginas: 472

Dimensões: 23,0 x 16,0 x 2,4 cm

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Leitura Recomendada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s